terça-feira, 16 de junho de 2009

Historial do Agility Português (1994 / 2004)

1. Evolução

O Agility surgiu em Portugal no ano de 1994 tendo a 1ª prova sido realizada em Peniche com a presença de cerca de 10 concorrentes e julgada pelo juíz Belga Wilfred Claes. Para o aparecimento do Agility em Portugal muito contribuiu o apoio da Pedigree e do C.P.C e a dedicação do juiz Português Fernando Silva.
As primeiras equipas a apresentar cães em competição foram a ATAAC e a P.S.P- Corpo de Intervenção. Ao longo destes 15 anos o agility nacional tem evoluído a um bom ritmo e o nível de algumas duplas aproxime-se cada vez mais do nível dos melhores do mundo. Muitas tem sido as duplas condutor/cão que tem alcançado títulos e convocatórias para as selecções nacionais.


De uma 1ª geração destacaram-se João Sá / HÁLIS (P.Alemão), Ana Faria / ATAÍS (Golden R.), Venâncio Pires / MIKE (P.Alemão), Filipe Vilhena / ALFI (Boxer), João Ferro / FRED (Rough Collie) e Fernando Silva / MAGGIE (Golden R.). Actualmente nenhum destes cães se encontra entre nós, permanecendo na memória do Agility Português como os fundadores da modalidade em Portugal.

Na 2ª geração de duplas condutor/cão sobressaíram Mário Duarte / BERTOLUCCI (Groenendael), Ana Fiadeiro / SHIRA (Boxer), José Caldeira / CHAIME (P.Alemão) e Celso Alves / ATHOS (Groenendael) Amândio Soeiro / BLACK (Groenendael).

Da 3ª geração destaca-se uma dupla que veio revolucionar o Agility Nacional: Samir A. Laila / BILLY BOY (Border Collie). Este condutor devido à sua grande experiência e sabedoria veio mudar mentalidades e incutir novas técnicas de treino. Nesta geração destacaram-se também Pedro Rocha / PINA (Malinois), Paulo Sousa / BREDA (Boxer) e Gonçalo Amorim / SPOT (Shetland).

Da 4º geração destacam-se Samir A. Laila / MAGIC ( Border Collie), Domingos Carneiro / HERÓI (Stashforshire), Miguel Brás / SABLE (Malinois), André Martins / VENENO (Lackeland), Luís Sousa / VOGA (Malinois) e Pedro A. Rocha / NILLY (Border Collie).

O ano de 2001 revelou-se marcante para o Agility Nacional com a organização do Campeonato do Mundo de Agility 2001, o qual foi o 1º Mundial julgado por um Juiz Português - Luís Narciso.
Este Mundial teve de positivo a união demonstrada pela comunidade agiliteira, a qual foi indiscutivelmente a grande responsável pelo êxito do Mundial. De negativo o desinteresse demonstrado pelo Clube Português de Canicultura que chegou com isso a pôr em causa o sucesso deste evento, o qual poderia ter tido uma dimensão nacional se a divulgação tivesse sido feita atempadamente.

O ano de 2003 terá sido talvez o arranque de uma nova geração de duplas, fruto da evolução do agility Nacional, pois apesar do decréscimo do nº de duplas nos últimos anos, o alto nível das novas duplas é evidente.

Os anos de 2005 e 2006 ficam marcados positivamente pela afirmação definitiva de duplas da 5ª geração como Domingos Carneiro / BREJA, Filipe Vilhena / IRIS, Sérgio Sousa / BEN e NERO, Paulo Sousa / ALEGRA e Manuel Moreira / LASSIE os quais são a prova de que cada vez mais o nível do agility nacional vai aumentando.

O ano de 2007 marca negativamente o agilty nacional quando Portugal renuncia à organização do Campeonato do Mundo de Agility. Surgem novas duplas de excelente potencial como Hugo Santos / TRANTOR, João Ferreira / ESPRIT e Filipe Vilhena / MELL.

Em 2008 uma 7ª geração começa a mostrar o seu potencial destacando-se Filipe Vilhena / ASTRA, Luís sousa / TOFFY, João Freitas / ANGIE e Isabel Guedes / CHANNELE. Apesar de todos eles ainda serem cães jovens, serão concerteza o futuro do agility nacional


2 . Clubes

O Agility Português conta actualmente com 10 clubes de Agility, sendo que 6 clubes se situam em Lisboa e arredores (Educacão, Cãogurus, Amigos do Alão, CaneUtile, Future Dogs, Agidog), 1 Clube no Alentejo (C.C.Alentejo), 3 Clubes no Porto (Caniclube, Bomcãoportamento e C.I.C.Norte).
Como condição essencial para considerar clube de Agility levei em consideração a participação em provas no campeonato actual 2008/2009. Por esta razão não posso considerar para este historial clubes que não apresentaram cães em provas no presente campeonato. Tento desta forma ser o mais realistas possíveis pois só assim poderemos evoluir conhecendo as nossas limitações.


3. Juízes

Portugal conta actualmente com 8 Juízes Internacionais (Luís Narciso, João Sá, Fernando Silva, Venâncio Pires, Filipe Vilhena, José Caldeira, Ana Faria e Jorge Pires).


4. Selecções

A 1ª competição internacional em que Portugal se fez representar foi no Europeu de 1994 realizado na Holanda onde Portugal esteve representado por João Sá / HÁLIS (P.Alemão), Herédio Lopes / HÁBIL (P.Alemão), José Seixas /BOSS (P.Alemão) e António Rodrigues / DOX (P.Alemão).

Em 1995 o Europeu realizou-se em Itália e a equipa Portuguesa foi a seguinte: João Sá / HÁLIS (P.Alemão), José Seixas /BOSS (P.Alemão) e os estreantes António Gato / ARCOS (P.Alemão), Venâncio Pires / MIKE (P.Alemão) e Ana Faria / ATAIS (Golden R.).


Em 1996 realizou-se o 1º Campeonato do Mundo de Agility na Suíça e Portugal esteve representado por João Sá / HÁLIS (P.Alemão), Ana Faria / ATAIS (Golden R.) que alcançou o prestigiante 18º lugar, Venâncio Pires / MIKE (P.Alemão) e o estreante Filipe Vilhena / ALFI (Boxer).


No ano de 1997 o Mundial realizou-se na Dinamarca e a equipa Portuguesa foi composta por Ana Faria / ATAIS (Golden R.), Filipe Vilhena / ALFI (Boxer) e os estreantes José Caldeira / CHAIME (P.Alemão) que alcançou o 24º lugar, César Pereira / BIANCA (P.Alemão) e no mini agility Sofia Silva / MIKE (Cocker A). Na reunião da FCI realizada no dia seguinte a este Mundial foi atribuída a organização do Campeonato do Mundo de Agility 2001 a Portugal.


No Camp. do Mundo de Agility 1998, realizado na Eslovénia, o Agility Português esteve representado por Filipe Vilhena / ALFI (Boxer), José Caldeira / CHAIME (P.Alemão), Sofia Silva / MIKE (Cocker A.) e os estreantes Valter Andrade / KLINSMANN (P.Alemão) e Mário Duarte / BERTOLUCCI (Groenendael).
Portugal alcançou por equipas o seu melhor resultado de sempre: o 9º lugar em Mundiais.


Em 1999 Portugal apresenta-se no Camp.Mundo realizado na Alemanha com a seguinte selecção: Mário Duarte / BERTOLUCCI (Groenendael), Sofia Silva / MIKE (Cocker A.) e os estreantes Celso Alves / ATHOS (Groenendael), Sofia Pedro / SKIPPY (Golden R.) e Ana Fiadeiro / SHIRA (Boxer). Este foi um Campeonato extremamente competitivo em que a campeã do Mundo foi a Francesa Christine Charpentier com o Border Collie MAC. Esta dupla tem vindo a revolucionar o Agility Mundial com a espetacularidade e rapidez com que executa as zonas de contacto.


Em 2000 o Campeonato do Mundo de Agility realizou-se na Finlândia e Ana Fiadeiro / SHIRA (Boxer)(na foto) alcançou um magnífico 15º lugar!!
Fizeram ainda parte da equipa Portuguesa as seguintes duplas: Pedro Rocha / PINA (Malinois) e Amândio Soeiro / BLACK (Groenendael).


No Camp. do Mundo de Agility 2001, realizado em Portugal, no bonito pavilhão Rosa Mota (Porto), o Agility Português esteve representado por Mário Duarte / BERTOLUCCI (Groenendael), Ana Fiadeiro / SHIRA (Boxer) e os estreantes Paulo Sousa / AIN (Boxer), Luís Sousa / ANNETE (Boxer), Luís Pires / VLADY (Border Collie), Manuel Moreira / DAISY (Boxer)(na foto) , Luís Faro / RASTA (Golden R.) e Gonçalo Amorim / JESSY (Groenendael).


No ano de 2002 surgiu pela 1ª vez no nosso país o cargo de seleccionador que foi entregue ao experiente Juíz Internacional Luís Narciso, o qual seleccionou os seguintes conjuntos: Celso Alves / ATHOS (Groenendael), Paulo Sousa / BREDA (Boxer) e Pedro Rocha / PINA (Malinois). O seleccionar deu ainda o seu aval a mais 4 duplas que se classificaram nos primeiros 10 lugares do ranking: Luís Pires / VLADY (Border Collie), Ana Fiadeiro / SHIRA (Boxer), Luís Sousa / APACHE (Boxer), Luís Sousa / ANNETE (Boxer), Miguel Brás / DAISY (Boxer) e Gonçalo Amorim / JESSY (Groenendael), o qual não esteve presente.
A equipa Portuguesa apesar do excelente 2º lugar na manga de Agility não conseguiu manter o mesmo nível no Jumping classificando-se na geral num honroso 10º lugar.


Em 2003 o Campeonato do Mundo foi organizado pela França tendo como palco uma pequena vila no Norte de França - Liévin. A Selecção Nacional foi composta por Paulo Sousa / BREDA (Boxer), Pedro Rocha / PINA (Malinois) e as duplas estreantes com as cores nacionais Samir A. Laila / BILLY BOY e MAGIC (ambos Border Collie), Pedro A. Rocha / NILLY (Border Collie), Luís Sousa / VOGA (Malinois), Gonçalo Amorim / SPOT (Shetland) e Domingos Carneiro / HERÓI (Stashforshire). Sem dúvida uma nova geração de cães mais competitivos começou a nascer neste Mundial.
Se por equipas a classificação não foi a melhor, a nível individual Samir A. Laila / MAGIC alcançou um histórico 6º lugar, a melhor classificação de sempre de uma dupla nacional, pois apesar de Samir A. Laila ser brasileiro esteve neste Mundial em representação de Portugal e com um cão totalmente formado em Portugal.


O ano de 2004 teve como cenário do Mundial a pequena vila italiana de Montechiari. O seleccionador Nacional Sr. Luís Narciso seleccionou para este Mundial as seguintes duplas: Samir A. Laila / BILLY BOY e MAGIC (ambos Border Collie), Gonçalo Amorim / SPOT (Shetland) e Domingos Carneiro / HERÓI (Stashforshire) e os estreantes Miguel Brás / SABLE (Malinois) e André Martins / VENENO (Lackeland). Por equipas a equipa Midi classificou-se num honroso 7º lugar enquanto que individualmente Samir A. Laila / BILLY BOY alcançou o 11º lugar. À semelhança do Mundial de Liévin, a comitiva Portuguesa esteve presente em numero razoável para o apoio entusiástico à nossa selecção.


Em 2005 o Campeonato do Mundo foi organizado em Espanha, na cidade de Valladolid. Foi talvez um dos mais bem organizados Mundiais de sempre e para tal muito contribuiu o profissionalismo e dedicação de Luís Carlos Rodriguez, chefe da organização e presidente do clube de Agility de Valladolid. A Selecção Nacional foi composta por Luís Sousa / VOGA (Malinois), Gonçalo Amorim / SPOT (Shetland), Domingos Carneiro / HERÓI (Stashforshire), Miguel Brás / SABLE (Malinois), André Martins / VENENO (Lackeland) e as duplas estreantes com as cores nacionais Paulo Sousa / ALEGRA (Border Collie), Filipe Vilhena / IRIS (Malinois) e Domingos Carneiro / BREJA (Border Collie). Pelo 3º ano consecutivo o seleccionador nacional foi o Sr. Luís Narciso.
Se por equipas a classificação não foi a melhor, a nível individual Gonçalo Amorim / SPOT (Shetland) classificou-se em 7º lugar na classe Midi Individual, a 2ª melhor classificação de sempre de uma dupla nacional, e Miguel Brás / SABLE classificou-se num honroso 14º lugar da classe STD Individual.


Em 2006 o Campeonato do Mundo realizou-se na Suíça - Basileia e a selecção foi composta por Filipe Vilhena / IRIS, Domingos Carneiro / BREJA, Luís Sousa / VOGA, Miguel Brás / SABLE, Paulo Sousa / ALEGRA, Sérgio Sousa / BEN, André Martins / VENENO, Gonçalo Amorim / SPOT e o estreante Hugo Santos / TRANTOR. O seleccionador nacional foi João Sá. A nível individual alcançaram-se duas excelentes classificações: Gonçalo Amorim / SPOT (10º classif. classe midi) e Luís Sousa / Voga (19º classif. classe STD).



O ano de 2007 marca o início de um perido de 2 anos em que os Mundiais se realizaram nos países nórdicos. Distâncias maiores e consequentemente maiores custos limitaram a participação de um maior nº de agiliteiros nacionais. Em 2007 realizou-se na Noruega e a selecção foi composta por Sergio Sousa / BEN, Luís Sousa / VOGA e Gonçalo Amorim / FLY. O seleccionador foi João Sá.


No ano de 2008 o Campeonato do Mundo teve como palco a Finlândia e a Selecção Nacional foi constituída apenas por Sérgio Sousa / BEN. O seleccionador foi novamente João Sá.

Neste mesmo ano Portugal esteve representado no Europeu 2008 na Alemanha por 15 duplas !!! De salientar os excelentes resultados individuais de Sérgio Sousa / BEN e Filipe Vilhena / MELL respectivamente 17º e 24º lugar na final do EO2008.

Mas o melhor estava reservado para o último dia de competição quando Portugal com uma equipa (na foto) composta por Filipe Vilhena / IRIS, MELL, ASTRA e Luís Sousa / VOGA se classificou num brilhante 6º lugar em 80 equipas presentes e classificando-se em 1º lugar na manga de Agility...!!!!! Foi a melhor classificação de sempre alcançada por uma equipa nacional numa competição internacional...


As duplas Portuguesas com mais presenças em Europeus e Mundiais são até ao momento com 3 participações: João Sá / HÁLIS, Ana Faria / ATAIS, Filipe Vilhena / ALFI, Mário Duarte / BERTOLUCCI, Gonçalo Amorim / SPOT, Domingos Carneiro / HERÓI, Sérgio Sousa / BEN e com 4 participações: Ana Fiadeiro / SHIRA.


Filipe Vilhena, 17 de Junho de 2009

1 comentários:

SRD disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.